Barulho de Vida

Objetivo geral

Assistir crianças e adolescentes em situação de risco social e/ou vitima de maustratos, abuso sexual, alcoolismo e outras formas de violência doméstica e social.

Objetivos específicos

Confeccionar instrumentos artesanais percussivos; Promover o envolvimento com a cultura para crianças e adolescentes marginalizadas pela droga, prostituição e/ou qualquer violência. Incentivar o fortalecimento das relações familiares.

Metas

Atender 20 crianças e adolescentes da comunidade da Rocinha no Caseb e adjacências, com faixa etária entre 08 a 17 anos, a cada período de 05 meses.

Metodologia

O Projeto Barulho de Vida tem como principais atividades a fabricação de instrumentos artesanais percussivos que serão confeccionados pelos alunos. Os principais instrumentos são: cinco taróis, três marcações sem corpo, três caxixis grandes. O momento da confecção do instrumento musical é de suma importância para o aprendizado, oportunidade em que os alunos irão se familiarizar com o instrumento que irá aprender a tocar posteriormente. Assim, após a confecção, cada aluno recebe um instrumento musical para utilizar nas aulas práticas de música, onde terá a oportunidade de aprimorar as técnicas para utilização dos mesmos, ampliando seu contato com a arte da música computadorizada e percussiva com instrumentos confeccionados pelos próprios alunos.

O Projeto terá o auxílio de alguns equipamentos audiovisuais como: computador para serem passadas as vídeo-aulas via internet, programas de músicas eletrônicas, assim como as caixas amplificadas que ajudam a dimensionar o som, a fim de melhorar ressonância nos ensaios e eventos. As atividades do projeto acontecerão em 03 dimensões:

 

1. Estudo do corpo e do meio onde vivemos

Oficina: A música é a nossa vida Momento para valorização da autoestima e sensibilização para as artes

  • O Corpo: sua constituição, suas possibilidades, suas articulações e movimentos;
  • O espaço: direções e possibilidades de atuação nos espaços onde estamos inseridos;
  • O Tempo: o ritmo, a pausa e a velocidade; A fluência do movimento: sensibilizando para a intensidade e a força;
  • O corpo e os Objetos: favorecendo o reconhecimento das possibilidades de interação do corpo com outros objetos;
  • O corpo e os temas de improvisação: redimensionando os conhecimentos do corpo e do movimento.

 

2. Confecção e uso de instrumentos músicais

Oficina: Confeccionar é a arte de criar e recriar Momento para favorecer a técnica e arte de criar e tocar instrumentos musicais de percussão.

  • Ensaios semanais com aulas práticas e teóricas;
  • Estudo de apostilas teóricas e de partituras musicais/repertório;
  • Participação em eventos públicos socioculturais (festas e desfiles);
  • Apreciação de trabalhos artísticos – shows e eventos similares;

3. Melhorando o  convívio Familiar

Grupos Terapêuticos: Momento de integração e valorização da família e dos vínculos familiares.

  • Grupos terapêuticos com todos os envolvidos no projeto de forma direta e indiretamente, atividades estas direcionadas por assistentes sociais e apoio de psicólogos;
  • Atividades especialmente pensadas para estreitar e valorizar o bom convívio familiar.